quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Homem "novinho em folha"

Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades cres­cendo. 1 PEDRO 2.2

Quando o pecador vai a Jesus, seus pecados são remidos, apagados. Entretanto, não somente seus pecados são apagados, mas também tudo o que ele era espiritualmente aos olhos de Deus está anulado. Seus pecados cessam de existir. Ele se torna um novo homem em Cristo Jesus. Deus não vê, na vida daquela pessoa, o que havia antes do momento em que ela nasceu de novo!
No texto de hoje, Pedro está escrevendo aos cristãos nascidos de novo, que se tornaram homens novos em Cristo. A Bíblia, pois, ensina uma semelhança entre o crescimento físico e o espiritual. No mundo natural, nascemos e, então, crescemos. Da mesma forma, ninguém nasce já como um cristão plenamente crescido. Os cristãos nascem como bebês espirituais e depois crescem. Quem olha para um recém-nascido na dimensão natural, deitado no colo da mãe, vê a inocência como sua característica mais destacada. As pessoas costumam dizer: "Coisinha fofa e inocente!" Não há quem pense que aquele bebê tem um passado! Você vê, pois, o que Deus está dizendo aqui por intermédio de Pedro? Deus afirma àqueles que nasceram de novo e agora são bebês em Cristo: "Como criancinhas recém-nascidas..." Em outras palavras: "Você se tornou nova criatura: um recém-nascido! Seu passado já se foi! Não tenho mais coisa alguma contra você!"

Confissão: "Sou uma criatura 'novinha em folha'. Sou um homem total­mente novo. Foi apagado tudo o que eu era antes de nascer na família de Deus. Sou filho de Deus, bebê dEle, totalmente dEle".