sexta-feira, 17 de novembro de 2017

A Palavra enviada

Enviou a sua palavra, e os sarou [...] SALMOS 107.20

Certa vez, um tio meu que ainda não aceitou a Jesus tele­fonou para a minha mãe. Ele queria que ela me procurasse para eu orar em favor da filha dele, que estava morrendo. Pedi à minha mãe que dissesse ao meu tio que minha prima não morreria.
"Oh, filho, você recebeu um recado do Senhor?", mamãe me perguntou. Ela sabia que o Senhor costuma revelar-me coisas.
"Sim, recebi um recado do Senhor. Ela viverá e não morrerá", garanti.
"Louvado seja o Senhor! Isso é maravilhoso!"
"Sim, recebi um recado do Senhor em Marcos 11.23".
"Oh", disse ela, um tanto decepcionada.
As pessoas dão mais ênfase a algum tipo de manifestação do que dão à Palavra. Não faça assim. Coloque a Palavra em primeiro lugar.
Quando falei de novo à minha mãe aquilo que eu mandara dizer ao meu tio, ela perguntou: "Você imagina que isso surtirá efeito, filho?"
"Certamente! A tabuada funciona? Ninguém chega a dizer que não sabe se tem fé suficiente para fazer uso da tabuada. Se você põe em prática Marcos 11.23, o que pede acontecerá. É Deus quem faz a obra. E justamente nesse ponto que alguns crentes deixam de receber o que pedem, pensando que são eles que realizam a obra. Não! Deus realiza tudo. Quanto a nós, é só fazermos aquilo que a Palavra nos manda".

Confissão: "A Palavra de Deus funciona. Ponho-A em prática, e Ela funciona para mim".


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Fé em favor de outros

Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito para com ele [...] 2 CRÔNICAS 16.9

Fui chamado para atender um telefonema de emergência. Minha irmã, Oleta, estava na linha, chorando descontroladamente. Contou-me que a filha dela teve um nenê, mas que nasceu morto. Depois, o médico disse que o nenê ainda estava com vida, mas que não sobreviveria e não seria uma criança normal mesmo que sobrevivesse, por causa da insuficiência de oxigênio no seu cérebro. O médico disse à família: "O rosto do nenê está deformado. Seria melhor que vocês não o vissem. Enterraremos o bebê, tão logo ele morra".
Oleta exclamou: "Benny (o pai do nenê) quer que você ore".
Eu sabia que meus familiares não passavam de criancinhas, quando se tratava de questões espirituais, e pensei em Marcos 11.23. "Oleta, onde está Benny?" Perguntei.
"Aqui do lado de fora da cabine telefônica", respondeu ela.
"Escute, então: no momento em que você desligar o tele­fone, volte-se para Benny e diga: Benny, o tio Ken disse que o nenê viverá; ele vai sarar".
"Você acha que sim?"
"Não, não acho que sim; eu sei disso. Tenho a promessa de Jesus nesse sentido".
Não se passaram dez minutos, e uma enfermeira saiu cor­rendo até eles, dizendo: "Você podem ir ver o nenê! Ele está passando bem. Enquanto olhávamos para ele, seu rosto tomou forma como se fosse um balão soprado por alguém!"
Nos momentos difíceis, não se afaste de Deus; creia nEle!

Confissão: "Creio em Deus. Creio que Ele deseja manifestar-Se em meu favor".


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Nenês espirituais

Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo. 1 PEDRO 2.2

Em quais circunstâncias você pode ajudar o próximo?

Enquanto as pessoas ainda forem nenês espirituais, poderemos carregá-las no colo [espiritualmente falando]. Não é difícil conseguir a cura para um cristão recém-convertido. Mas Deus exige um pouco mais daqueles que tiveram tempo e oportu­nidade de aprender a respeito das questões espirituais.

Quando eu e minha esposa nos casamos, em novembro de 1938, ela era metodista e nada sabia a respeito da cura divina. Em dezembro, um vento frio, oriundo do norte do Canadá, atingiu o Texas, deixando minha esposa com a garganta inflamada. Ela falou: "Vou mandar aplicar um medicamento na minha garganta. Vou sofrer com dor de garganta durante o inverno inteiro. Fico assim todos os anos".
Foi uma boa oportunidade para ensinar-lhe a respeito da cura divina. Relembrando Marcos 11.23, falei: "Não, não fa­remos aplicações na sua garganta. Essa inflamação crônica da garganta irá embora e nunca mais voltará".
Foi embora mesmo. E foram-se passando todos esses anos, porém a sua garganta não inflamou mais. Hoje, entretanto, eu não poderia fazer aquilo em favor dela, porque ela já desenvolveu sua própria fé, e Deus espera que ela a use.

Confissão: "Desejo a Palavra afim de crescer por meio dela. Minha fé crescerá, e eu poderei ajudar o meu próximo".

https://www.facebook.com/Mis.MarcosFerreira/videos/1734036753559455/

Kenneth E. Hagin

Alimento da Fé - Devocionais

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Concordância

Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. MATEUS 18.19

Você não conseguirá obter a cura para alguém que acre­dita que vai morrer! Nesse tipo de situação, não há acordo. Ao orar por uma pessoa, é necessário levá-la a concordar com você.
Geralmente, quando alguém vem a mim com um pedido de oração, se posso concordar com o pedido, falo: "Vamos ficar de mãos dadas agora e concordar. Escute enquanto oro e concorde com a minha oração. Porque se nós dois orarmos ao mesmo tempo e não estivermos atentos um ao que o outro pede, é possível que oremos em direções opostas".
Certa vez, uma senhora veio pedir-me oração no tocante a uma necessidade financeira. Orei: "Pai, concordamos a respeito dos cem dólares que essa família precisa até o dia primeiro do mês que vem. Concordamos que, até essa data, receberão a quantia. Tu disseste que, se dois ou três concor­dassem a respeito de algum pedido, isso lhes seria concedido. Concordamos que foi concedido, e damos graças a Ti por isso, em Nome de Jesus. Amém".
Olhei para aquela senhora e perguntei: "Foi concedido?"
Ela começou a chorar e disse: "Espero que sim!"
Não foi, não houve acordo.

Confissão: "Havendo dois dentre nós concordando com aquilo que foi pedido, em consonância com a Palavra de Deus, a oração será atendida por nosso Pai que está nos céus!"


Kenneth E. Hagin

Alimento da Fé - Devocionais

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Seus desejos

Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o receber eis e tê-lo-eis. MARCOS 11.24

Tudo o que pedirdes...
Não, não se trata de tudo quanto o avô, a avó, o marido ou a esposa deseja.
Você pode receber aquilo que pede em oração. Se, porém, aquilo que você almeja não é aquilo que outra pessoa deseja, você não conseguirá fazer prevalecer seus desejos sobre ela. Por quê? Porque quando outra pessoa está envolvida, a vontade dela entra em jogo na situação.
A fé que você tem sempre funcionará em seu favor. Nem sempre sua fé poderá ajudar alguém a alcançar o que deseja.

Confissão: "Minha fé sempre opera em meu favor. Pela sabedoria divina, saberei quando poderei usar a minha fé em favor dos outros".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais 

domingo, 12 de novembro de 2017

Em todas as dimensões

Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma. 3 JOÃO 2

Há muitos anos, o Senhor me ensinou a. respeito da fé no que tange aos assuntos financeiros. Naquele tempo, eu ainda estava no ministério do campo, e tinha orado e jejuado durante vários dias, buscando a solução para meus problemas financeiros. O Senhor falou comigo, dizendo: "O seu erro é não praticar aquilo que prega. Você prega a fé, mas não a pratica".
Protestei: "Mas, Senhor, eu a pratico!"
"Sim, você pratica a fé quando o assunto é cura, e isso é louvável", disse Ele. "Você tem voltado a sua fé para a salvação, para o batismo no Espírito Santo e para a cura. Mas, a fé é a mesma em todas as dimensões. Se você precisasse de cura, iria reivindicá-la pela fé e proclamaria publicamente que foi curado. Você deve fazer a mesma coisa na vida financeira. Vou dizer-lhe o que você deve fazer: primeiro, nunca mencione dinheiro em suas orações, não da maneira como você tem feito. Aquilo de que você necessita está na Terra. Não vou fazer chover dinheiro. Seria dinheiro falso, e não sou falsificador. Aquilo de que você necessita está aí embaixo. Eu criei a Terra e tudo quanto nela há. E não a criei para o diabo e os seguidores dele. Reivindique tudo quanto você precisa. Diga apenas a Satanás que tire as mãos de seu dinheiro. Faça isso porque, algumas vezes, é Satanás quem não deixa o dinheiro chegar às suas mãos não sou Eu".

Confissão: "Jesus me redimiu das mãos do inimigo. Em Nome de Jesus tenho autoridade para reivindicar o que Deus providenciou para mim".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

sábado, 11 de novembro de 2017

Fé para as finanças

Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança, porque fiel é o que prometeu. HEBREUS 10.23

Quando passei por necessidades, sempre me firmei em Marcos 11.23 e falei (ou confessei) aquilo que buscava pela fé em Deus. Tão-somente falava, sem pedir, por meio da oração.
Entretanto, quando outra pessoa está envolvida, aquilo em que ela crê pode afetar as suas orações; especialmente se não concorda com você.
Há muitos anos que não oro mais pedindo a Deus dinheiro. Entretanto, nunca deixei de tê-lo. Simplesmente, sempre dizia: "O dinheiro virá", e ele vinha mesmo. Quando preciso de certa soma, minha confissão é objetiva: especifico a quantidade da qual necessito.
Certa vez, precisava de 1.500 dólares até o dia primeiro do mês. Por isso, falei. E continuava falando. Em minhas orações, não colocava isso diante de Deus; apenas dizia: "Até o dia primeiro do mês, terei 1.500 dólares".
Quando chegou o dia primeiro do mês, estava com 1.580 dólares. Louvado seja o Senhor!

Confissão: "Guardo firme a confissão da fé, sem vacilar. Porque quem fez a promessa é fiel; recebo o que falo".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Crer primeiro

E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer; tudo é possível ao que crê. MARCOS 9.23

Há uma sensível diferença entre o que você crê ao dizê-lo e o que você crê ao pedi-lo em oração.
Examine de novo Marcos 11.23 e 24. Jesus não disse: "É só crer". Ele nos disse exatamente em que devemos crer. A fé através do dizer é crer que se fará conforme se diz (Mc 11.23). Quando você cre que se fará tal coisa, esse algo ainda não foi feito. Mas, continue crendo que aquilo que você disse - e certifique-se de que você o tenha dito mesmo - acontecerá. Sempre continuo dizendo em meio a circunstâncias contraditórias: "Isso será feito". O que sucederá então? O que disser lhe será feito. Mais cedo ou mais tarde, você o terá!
A fé pela oração é: Tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis (Mc 11.24). Você recebe o que pede quando ora, não depois disso. Não na semana seguinte, mas quando ora. Nesse mesmo momento, creia que você recebeu aquilo que pediu. Comece a dizer: "Creio que recebo". E o que acontecerá? Você o terá.
Sim, o momento de ter - de receber - virá, mas o receber não vem em primeiro lugar. E preciso, antes, crer, vindo depois o receber.

Confissão: "Sou um dos que crêem. Quando oro, creio que recebo. Quando digo algo, creio; assim ser-me-á feito".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Orando e dizendo

Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis. MARCOS 11.24

A fé funcionará mediante o que você diz (note que Marcos 11.23 não menciona a oração), mas também dependerá das suas orações.
Mas, quando você ora, precisa dizer ou confessar algo.
Quero repetir isso: a fé funcionará por meio do que você diz e, também, por meio da sua oração; mas, quando você ora, precisa dizer.
Marcos 11.23 e 24 me tiraram do leito da enfermidade há muitos anos. Depois de ter orado, comecei a dizer (e não pensar). Dizia, em voz alta, no meu quarto: "Creio que recebo a cura em meu corpo". Passei, então, a especificar cada coisa que estava errada comigo: "Creio que recebo a cura da doença cardíaca. Creio que recebo a cura da paralisia. Creio que recebo a cura da doença no sangue, ainda que ela tenha sido qualificada pelos médicos como incurável".
E, para a eventualidade de ter omitido alguma coisa, terminei: "Creio que recebo a cura por completo, da cabeça aos pés".
Na mesma hora, todos os sintomas de deficiência física desapareceram do meu corpo, e pude ficar em pé, ao lado da cama, curado!

Confissão: "Tudo quanto peço, orando, creio que o recebo. Confesso aquilo que creio. Mantenho-me firme em minha confissão!"

Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Sentimentos

Porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. HEBREUS 13.5

Certa mulher veio falar comigo no fim de um culto em que preguei sobre a fé. Ela chorava descontroladamente. Falou: "Irmão Hagin, ore por mim!"
"Qual o problema?", perguntei. "Parece que o Senhor me abandonou!" "Qual pecado pavoroso você cometeu para levar o Senhor a abandoná-la?"
"Pelo que sei, nada fiz de errado", disse ela. "Simplesmente me parece que a presença do Senhor se afastou de mim".
"A Bíblia não diz que andamos por vista, ou seja, por aquilo que parece", expliquei a ela. "Diz que andamos por fé. E a Palavra de Deus nos assegura que o Senhor nunca nos deixará nem nos abandonará".
"Sei disso", ela exclamou, "mas, simplesmente, parece que Ele o fez".
"Você tem mais fé nas aparências do que na Bíblia".
"Eu sei como estou me sentindo!", disse, quase zangada.
"Sim", falei, "mas conheço o meu Jesus. É necessário que creiamos no que Ele disse. Não podemos preocupar-nos com aquilo que sentimos".
Se você começar a crer, pensar e falar de modo certo, não demorará muito para que tudo transcorra corretamente.

Confissão: "Jesus, de maneira alguma, deixar-me-á. Ele o disse, e eu creio nisso. Essa é a minha confissão".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Um bom relatório

Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Subamos animosamente e possuamo-la em herança; porque, certamente, preva­leceremos contra ela. NÚMEROS 13.30

E Josué [...] e Calebe [...] falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muito boa. Se o SENHOR se agradar de nós, então, nos porá nesta terra e no-la dará, terra que mana leite e mel. Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR e não temais o povo desta terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o SENHOR é conosco; não os temais. NÚMEROS 14.6-9

Josué e Calebe eram os dois espias que trouxeram um bom relatório. Não negaram que havia gigantes em Canaã, mas creram que os filhos de Israel conseguiriam vencê-lo.
"Somos capazes de vencê-los", disseram, "porque o Senhor está conosco!" Foi esse o bom relatório deles.
Da mesma forma, nós, cristãos, não devemos enterrar nossa cabeça na areia, como avestruzes, fugindo dos problemas e dificuldades. Os "gigantes" existem, mas, certamente, prevaleceremos contra eles, porque o Senhor está conosco!
Quando confessar acerca da existência dos "gigantes" dessa vida, não o faça de forma negativa. Não duvide, nem dê um relatório desacreditado. A fé sempre dá origem a um "bom relatório"!

Confissão: "Sou capaz de vencer os gigantes que se levantarem contra a minha vida, porque o Senhor está comigo!Maior é Aquele que está em mim do que aquele que está no mundo!"

Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Relatório desacreditado

Porém os homens que com ele subiram disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós. E infamaram a terra, que tinham espiado, perante os filhos de Israel, dizendo: A terra, pelo meio da qual passamos a espiar, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos no meio dela são homens de grande estatura. Também vimos ali gigantes, filhos de Anaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos e assim também éramos aos seus olhos. NÚMEROS 13.31-33

Israel saiu do Egito e chegou até a fronteira de Canaã, a um lugar chamado Cades-Barnéia. A partir daí, enviaram 12 homens para espiar a terra de Canaã. E a Bíblia diz que dez daqueles espias trouxeram um relatório desacreditado.
Mas, o que é um relatório desacreditado? E um relatório de dúvidas.
Deus havia dito aos filhos de Israel que Ele lhes dera uma terra da qual manava leite e mel. Reconheciam que era, verda­deiramente, uma terra boa. "Porém", disseram em tom de queixa: "Há gigantes na terra, e não poderemos conquistá-la!"
Os filhos de Israel confessaram aquilo em que acreditavam. Acreditavam que não conseguiriam ter sucesso. Passaram, então, a dizer: "Não podemos". E receberam exatamente aquilo que disseram. Israel aceitou o relatório da maioria, o relatório desacreditado, e disse que não era possível conquistar aquela terra. Recebeu, portanto, tudo aquilo que falou: Deus não permitiu que aquela geração conquistasse a Terra Prometida.
Jesus ensinou em Marcos 11.23 que recebemos aquilo que dizemos, não duvidando em nosso coração.


Confissão: "Recuso-me a semear dúvidas. Recuso-me a dar relatórios desacreditados''.

Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

domingo, 5 de novembro de 2017

O que você deve dizer

Filhinhos, sois de Deus e já os tendes vencido, porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo. 1 JOÃO 4.4

Qual o papel do Espírito Santo em sua vida?
Ele é um "hóspede espiritual"? Ele simplesmente "pega uma carona nas suas costas" fazendo "a travessia da vida"? Ele é "bagagem excessiva" para você "carregar"?
Nada disso! O Espírito Santo está em você a fim de ajudá-lo!
Ele habita em você para fortalecê-lo!
Ele habita em você para consolá-lo!
Ele habita em você para fazê-lo vencer na vida!
Faça confissões positivas como estas, em vez de duvidar ou falar em fracasso.

Confissão: "Creio que Deus habita em mim. Creio que Ele é maior do que o diabo. Creio que Ele é maior do que as provações e as dificuldades que eu possa enfrentar. Creio que Ele e maior do que qualquer tempestade que me possa assolar. Creio que Ele é maior do que os meus problemas. Creio que Ele é maior é do que a enfermidade e a doença. Ele habita em mim!"


sábado, 4 de novembro de 2017

Palavras

Enredaste-te com as palavras da tua boca, prendeste-te com as palavras da tua boca. PROVÉRBIOS 6.2

Muitos cristãos lançam a culpa de certos acontecimentos no diabo, quando, na realidade, são levados cativos pelas palavras da sua própria boca. Certo escritor expressou esse fato da seguinte maneira:
Você disse que não dava conta e, no mesmo momento em que falou assim, foi derrotado. Você disse que não tinha fé, e a dúvida levantou-se como gigante e o amarrou. Você falou no fracasso, e o fracasso o pegou como refém.
Nossas palavras nos dominam. Foi assim que Jesus expli­cava em Marcos 11.23: Tudo o que disser lhe será feito.
Não deixe o fracasso e a derrota falarem por você. Nunca diga que a capacidade e o poder de Deus não bastam para dar-lhe vitória. Se você ceder à derrota ou ao fracasso, estará dizendo que Deus não pode ajudá-lo a vencer as crises pelas quais você passa.
Confie! Ele pode dar-lhe a vitória! Na verdade, Ele já o fez! Se você tiver fé e não negá-la com os seus lábios, verá as promessas de Deus concretizando-se em sua vida.

Confissão: "Recuso-me a falar em fracasso e em derrota. Deus me faz vencer as crises existenciais".


sexta-feira, 3 de novembro de 2017

O que digo

Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. MARCOS 11.23

Examinemos aquilo que Jesus disse no texto acima: E não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. O que você diz são as suas palavras - suas confissões -, e essas palavras lhe dão poder sobre os demônios, as doenças e as circunstâncias.
O que Jesus diz que será feito para você? Aquilo em prol do qual você tem fé? Não. Muitas pessoas pensam: "Se eu crer o suficiente, será feito para mim". Mas, ao mesmo tempo, estão falando em termos de incredulidade, de modo que aquilo que pedem não poderá ser feito em favor delas!
Jesus não disse: Tudo o que crer lhe será feito. Ele disse: Tudo o que disser lhe será feito.
Logo, você recebe aquilo que você diz. Se você não estiver satisfeito com a forma como as coisas acontecem em sua vida, verifique aquilo você está dizendo, aquilo que você está confessando. Tudo quanto você é e possui é o resultado da sua fé e do que você tem dito!

Confissão: "O que eu digo tem de estarem conformidade com o que creio".


quinta-feira, 2 de novembro de 2017

A fé liberada

Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. Por isso, vos digo que tudo o que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis. MARCOS 11.23,24

Há muitos anos, depois de passar o dia todo orando na igreja, esperando em Deus, lendo a Sua Palavra e meditando nela, deitei-me no carpete em frente ao altar. Mentalmente falando, chegara à condição de ter quietude perfeita. Naquele momento, ouvi Deus falar comigo de uma forma que eu jamais experimentara.
Ele disse: "Você já notou que, em Marcos 11.23, o verbo dizer aparece várias vezes, ao passo que o verbo crer é usado apenas uma?"
Sentei-me e respondi, em alta voz: "Não, nunca notei isso!" E nem se pode imaginar quantas centenas de vezes eu já havia citado aquele versículo!
Então, o Senhor disse: "Meu povo não está perdendo isso apenas em sua maneira de crer, mas de falar. Os cristãos já foram ensinados a crer, mas a fé precisa ser liberada através do pronunciar das palavras. Recebem aquilo que dizem".
Ele acrescentou: "Para levar os crentes a perceberem isso, você precisará dar mais ênfase, em seu ensino, ao dizer do que ao crer".

Confissão: "Recebo aquilo que digo. Libero a minha fé em palavras".

Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Amor no coração

O amor de Deus está derramado em nosso coração pelo Espírito Santo que nos foi dado. ROMANOS 5.5

"Odeio a minha sogra!", disse-me, certa vez, uma esposa de pastor. "Sequer sei se estou salva, porque a Bíblia diz: Qual­quer que aborrece a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem permanente nele a vida eterna (1 Jo 3.15)".
Eu sabia que essa mulher era salva e cheia do Espírito Santo. Mas também sabia que ela estava deixando o diabo dominá-la através da sua mente e da sua carne.
Falei, portanto: "Olhe-me nos olhos e diga em voz alta: odeio a minha sogra. Enquanto você estiver falando, volte-se para o seu íntimo - porque o amor de Deus é derramado em nosso coração e não em nossas mentes - e conte-me o que acontece".
Ela falou da maneira que eu lhe pedira e, surpresa, disse: "Sinto como se algo 'arranhasse' o meu espírito!"
"Sim, algo no seu íntimo está procurando atrair a sua atenção", expliquei a ela. "O amor de Deus, em seu interior, está querendo dominá-la, mas você está permitindo que a sua mente - onde aqueles pensamentos de rancor se acumularam - domine seus atos. Em seu coração, você realmente ama todas as pessoas".
"Sim, amo", ela concordou. "O que farei agora?" "Aja segundo o amor e deixe-se dominar pelo seu coração - e não pela sua mente".

Confissão: "Deixo o amor de Deus, derramado em meu coração,pelo Espírito Santo, dominar-me".



Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

terça-feira, 31 de outubro de 2017

O perdão

Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas. MARCOS 11.26

Certa vez, uma senhora me disse: "Irmão Hagin, expulse de mim esse espírito de falta de perdão. Tenho algo contra uma mulher aqui na igreja e não consigo perdoar-lhe. Parece que não tenho a capacidade para tal coisa".
Respondi: "Você já teve de perdoar o seu marido?"
"Oh, sim! Preciso perdoar-lhe, e ele precisa perdoar- me".
"Pensei que você tivesse dito que não possui a capacidade de perdoar".
Ela riu e disse: "Então consigo perdoar, não é?"
"Certamente", falei. "Se você consegue perdoar a uma pessoa, conseguirá perdoar a outra".
Ela compreendeu, respondendo-me em seguida: "Con­sigo perdoar. E perdôo mesmo!"
Esse assunto é simples. De fato, o perdão não é algo complicado. Jesus disse: E, quando estiverdes orando, perdoai (Mc 11.25). Isso significa que podemos perdoar. Jesus não nos pediu que fizéssemos algo que não temos capacidade de fazer.

Confissão: "Consigo perdoar; sou rápido para perdoar, e meu Pai do céu me perdoa".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

A falta de perdão

E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas. MARCOS 11.25

Depois de fazer aquelas declarações maravilhosas e emocionantes, registradas em Marcos 11.23 e 24 (e ninguém, até hoje, conseguiu abstrair toda a profundidade delas), Jesus disse: E, quando estiverdes orando, perdoai (Mc 11.25a).
Se você não tem um coração perdoador, sua fé não terá efeito. Suas orações não serão ouvidas.
A implacabilidade, isto é, a disposição para não perdoar é um entrave à fé. Logo, o perdão é de máxima importância. Se as minhas orações e a minha fé não funcionassem, a falta de perdão seria a primeira coisa que eu examinaria em minha vida.
Nunca deixo a falta de perdão tomar conta da minha mente e do meu coração. Recuso-me a pensar em algo que não seja edificante e não me faça crescer espiritualmente. Recuso-me a sentir ressentimento por quem quer que seja. Não importa o que me tenham feito ou o que tenham dito a meu respeito; jamais permitirei que isso me afete.

Confissão: "Minha fé e minhas orações funcionam. Não permito que a falta de perdão faça morada em meu ser. Recuso-me a ter inimizades".


Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

domingo, 29 de outubro de 2017

COMO VOCÊ PODERÁ VENCER O DIABO

“E tendo despojado os principados e potestades, os expôs publicamente, e deles triunfou em si mesmo” (Col 2.15).
A Bíblia nos ensina aqui que Jesus reduziu Satanás a zero e triunfou sobre ele. Outra tradução diz: “Ele o desnudou”. Desnudou Satanás de que? Da sua autoridade sobre o homem. Quando Jesus reduziu Satanás a zero e o desnudou de sua autoridade, foi você em Cristo que fez essa obra. Cristo agiu por sua conta, em seu lugar. Ele fez isso por você!
1 João 4.4  4. Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.
Vencido quem? Verificamos ao lermos os primeiros três versículos deste capítulo que João estava falando sobre o diabo e toda a sua tropa. Notem que ele não disse que os venceríamos, mas que já os vencemos. Como que poderíamos Ter vencido esses demônios? O QUE CRISTO FEZ FOI ANOTADO PARA O NOSSO CRÉDITO. ELE É O NOSSO SUBSTITUTO. (Ele o fez em meu lugar, e Deus anotou isso a meu crédito como se eu fosse aquele que tivesse feito isso!)
Alguém poderá argumentar: “Se isso for assim...”  Mas se não for assim, esse versículo é uma mentira.  E se existe apenas uma mentira na Bíblia, então toda ela é uma mentira.  E se toda a Bíblia for uma mentira, então Deus não existe.  E se Deus não existe, então Jesus Cristo não é Senhor; Ele não é o Filho de Deus; Ele é um impostor.  E se Jesus não é Senhor, então o céu e o inferno não existem.  E se não existe nem céu e nem inferno, quão tenebrosa e sem esperança é a sepultura, e que bolha de ar é a vida!
 Mas, amigos, a Palavra de Deus é verdadeira! Jesus é o Filho de Deus. Há um céu para ganharmos e um inferno para evitarmos. E aquele versículo não é uma mentira, mas um fato real! “Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido!”  “Bem”, alguém perguntará, “se já os vencemos, porque estamos tendo tantos problemas com eles?”
 É porque não sabemos que já os temos vencido. Ignoramos o que a Bíblia diz a respeito do assunto. Quando você sabe isto, você não precisará que alguém exercite a fé por você; quando o diabo aparecer, você poderá rir dele.  Posso compreender os problemas que as pessoas tem nessa área, todavia. Posso me relacionar com pessoas. Já estive em pé onde elas estão. Eu também não sabia isto. Não tinha sido ensinado. E eu tinha medo do diabo.
Se o diabo aparecesse em qualquer lugar, eu saia do caminho tentando me esconder. Eu havia ouvido pregadores falar como ele é poderoso, tudo o que ele ia fazer, e eu não queria encontrá-lo! Se ele levantasse a cabeça em qualquer lugar, eu corria fora do caminho para me esconder.  Por que? Será que eu não era salvo? Sim, eu era salvo.
Será que eu não estava cheio do Espírito Santo? Sim, eu havia recebido o batismo no Espírito Santo. Eu simplesmente desconhecia a verdade!  Eu tremia nos meus sapatos quando a menor coisa, oposição ou algo parecido se levantasse.
Mas um dia; há muitos e muitos anos, eu descobrí a verdade da Palavra de Deus. Quando percebí a verdade, em vez de desejar que o capeta não aparecesse, eu saia a procura dele! Eu dizia: “Onde ele está? Quero encontrá-lo. Estou procurando-o. Vou rir dele, é isso que vou fazer. Eu já o derrotei em Jesus”.
Eu não tinha mais medo do diabo. Em vez de sair correndo por um beco quando o visse se aproximando, agora era ele que dava meia volta e saia correndo ao ver-me, dizendo: “Ai, ai, ele descobriu a verdade rapazes. Não podemos mais atingí-lo. Ele já descobriu e aprendeu a verdade!!” Se você apenas pensa que já aprendeu a verdade, ele vai prová-lo a fim de ver se você realmente crê naquilo em que você disse que cria.
Agora você pode entender porque João disse: “Já os tendes vencido”. Você os venceu. O que Ele fez foi por você. Você os venceu. Não é verdade que Ele os venceu (todos os espíritos)?  Glória a Deus, você já os venceu. Você não vai vencê-los, você já os venceu.
Não, não estamos nos vangloriando sobre o que você é na carne (você não vale grande coisa na carne). Estamos falando sobre quem você é em Cristo.  Você poderá dizer: “Em Cristo, eu conquistei Satanás. Eu o despí de sua autoridade. E quando Jesus ressurgiu dos mortos, eu ressurgi com Ele!” A Bíblia diz isso em Efésios 2.
Efésios 2.1-7 1. E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados. 2. Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência; 3. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. 4. Mas, Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, 5. Estando nós ainda, mortos em nossas ofensas (pecados) nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos) ... (Na mente de Deus, fomos levantados com Cristo. Não é de admirar que Ele tenha dito que já os vencemos). 6. E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus. 7. Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.
Podemos tornar esta passagem pessoal, dizendo confiantemente: “Mas Deus, sendo riquíssimo em misericórdia pelo seu grande amor com que nos amou, estando eu ainda morto em minhas ofensas e pecados, me vivificou juntamente com Cristo. Pela graça fui salvo e curado. E Ele me ressuscitou juntamente com Ele e me fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus”.
Olhe bem para o versículo sete. Ele vai organizar um espetáculo nos séculos vindouros!  Eu me lembro de uma velhinha pentecostal anos passados lá no Texas. Deus abençoe o seu coração. Os vizinhos sempre criavam problemas para ela por ela ser pentecostal. (Chamavam os pentecostais de “faladores de línguas” e “Holy Rollers”. Eram tratados com despeito).
Um dia essa velhinha estava indo para a igreja toda bem vestidinha. Estava de chapéu, naqueles tempos as mulheres não estavam vestidas se não usassem chapéu.  E uma das suas vizinhas encontrou-se com ela quando ela passava pela calçada, e perguntou: “Bem, onde a senhora vai agora? Sem dúvida a senhora vai para aquela igreja?”
A velhinha acabava de ler a sua Bíblia e respondeu: “Não, eu não vou para a igreja; eu vou para um espetáculo (show)!”  “Ó”, disse a vizinha, “eu não sabia que a sua gente concordavam em assistir espetáculos”. (Pentecostais era um povo “Holiness” (Santidade). Eles criam na separação do mundo). “Ó, sim”, respondeu a velhinha, “nós cremos em assistir espetáculos (shows). Deus vai dar um espetáculo (show) que continuará através dos séculos”.
 E aquela velhinha tinha razão, louvado seja Deus. Olhando novamente para aquele versículo sete: “Para mostrar (show) nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus!”  Ele vai colocar isso em exposição através dos séculos para que seja visto pelo diabo e suas coortes.
Querido amigo, quando você tomar o seu lugar e começar a tomar posse dos seus direitos e privilégios é então que Deus vai começar a lhe responder.  Veja, você possui a mesma vida eterna que Jesus tem. A Bíblia diz: “Quem tem o Filho tem a vida...” (1 João 5.12). Você tem o Filho, portanto, você tem a vida.
Isso significa que você poderá dizer: “Eu tomei Jesus como o meu Salvador, confessei ser Ele o meu Senhor. Deus me deu vida eterna, a Sua própria natureza. Sou uma nova criatura, criada em Jesus Cristo. Possuo a capacidade de Deus para executar as boas obras que foram preparadas de antemão para mim para que eu andasse nelas”. Quando você disser isso, você estará apenas dizendo o que as Escrituras declaram. (Vou parafrasear para você). Você poderá dizer: “Eu tenho a capacidade de Deus, porque eu possuo a natureza de Deus. Reside em mim o mesmo grande, poderoso e maravilhoso Espírito que levantou Jesus dos mortos”.
Podemos dizer, citando 1 João 4.4, “Maior é Aquele que está em mim, do que aquele que está no mundo”.  Estas verdades nunca foram registradas ainda na nossa consciência interna. São fatos bíblicos que deverão edificar a sua fé e ajudar-lhe a crescer ao ponto em que você poderá Ter fé na sua própria fé.  E quando você chegar ao ponto onde você terá fé na sua própria fé, VOCÊ SE TORNARÁ PERIGOSO PARA O DIABO! O inferno terá medo de você, e você fará o céu alegre.
Até você chegar a esse lugar, mesmo que você esteja salvo e cheio do Espírito Santo, o diabo terá vantagem sobre você. Ele fará um carnaval no seu corpo e dominará a sua vida.  Conheça os fatos da Palavra de Deus, sobre o que lhe pertence, e sobre quem você é nEle. 

A fé firme

[Abraão] não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus; e estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer. ROMANOS 4.20,21

"Estou fraca na fé", certa senhora me disse. "Você quer orar comigo para eu me tornar mais forte na fé?"
"Não", respondi. "Não vou. Para dizer a verdade, você está firme na fé, se é que você não sabe disso. Posso lhe fazer algumas perguntas?"
"Sim, é claro", disse ela.
"Você está convicta de que o que Deus prometeu Ele pode cumprir?"
"Certamente", disse ela. "Sei que Deus é poderoso para fazer tudo quanto Ele disse que faria. E sei que Ele o fará".
"Você pode dizer: Glória a Deus e louvá-Lo pelas Suas promessas?"
"Certamente posso; assim faço todos os dias".
"Então, você está forte na fé, em conformidade com Romanos 4.20.21", falei.
Abraão também estava firme na fé. O que é estar firme na fé? É dar glória a Deus e estar plenamente convicto de que Deus é poderoso para cumprir aquilo que prometeu. Se você consegue se adequar a esses dois requisitos, está firme na fé.

Confissão: "Estou plenamente convicto de que Deus é poderoso para cum­prir o que prometeu. Posso dar glória a Deus. Estou firme na fé. Minha fé se assemelha à de Abraão. Tenho uma medida da fé do tipo de Deus".



Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

sábado, 28 de outubro de 2017

Imitadores de Deus

Sede, pois, imitadores de Deus [que copiam e seguem o Seu exemplo] como filhos amados [imitam ao pai deles], EFÉSIOS 5.1 (AB)

"Não vou crer que possuo algo que não vejo!", certo pregador me disse.
"Você acredita que você tem cérebro?", perguntei.
"Certamente", disse ele.
"Você já o viu?"

Abraão creu em algo que não podia ver. Tomé se recusou a crer no que não podia ver; seu nome não se encontra na lista dos heróis da fé, em Hebreus 11. Mas, o nome de Abraão, sim.
Certa vez, outra pessoa me disse: "Ora, é certo que Deus chame as coisas que não existem como se existissem, porque Ele é Deus. Mas, eu agiria de forma errada se procedesse da mesma maneira".
Se você agisse de forma errada, Deus também agiria de forma errada! Os filhos do diabo agem como o diabo. Os filhos de Deus devem agir como Deus. Deus é um Deus de fé. Os filhos de Deus devem agir como tais. Aproximamo-nos de Deus através da nossa fé. Somos filhos de Deus por adoção. Devemos agir movidos pela fé. E a fé chama as coisas que não existem como se existissem!

Confissão: "Por meio da fé em meu Salvador Jesus Cristo eu me aproximo de Deus. Sou Seu filho e Seu imitador. Sigo o exemplo dEle, como filho amado. Atuo segundo a fé. Chamo as coisas que não existem como se existissem e, assim, passam a existir".



Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Como se existissem

(Como está escrito: Por pai de muitas nações te constitui.), perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos e chama as coisas que não são como se já fossem. ROMANOS 4.17

Abraão creu conforme o que lhe fora dito. Mas, exatamente, o que foi dito? Em que Abraão creu?

Quando Abrão tinha 99 anos de idade, o Senhor lhe disse: E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai da multidão de nações te tenho posto (Gn 17.5). Note que Deus não disse: "Vou te constituir"; Ele disse: Te constituí {Gn 17.5b ARA).

Abraão recebeu essa promessa quando ainda não tinha filhos. Mas Abraão não foi dito que cresse que iria ser, num futuro hipotético, pai. Aqueles que sempre irão obter algo, nunca o obtêm. É a mesma situação daqueles que dizem: "Vou ser salvo, algum dia" ou "Vou obter a minha cura, algum dia".

Não proceda assim! A fé sempre está no presente. Abraão tinha que crer que foi constituído pai de muitas nações.

Entenda, portanto, que a fé trata as coisas inexistentes como se existissem. E é isso que as faz existir!

Confissão: "Assim como meu Pai celeste, refiro-me às coisas que não existem como se já existissem, e elas passam a existir. São minhas! Eu as possuo!"

Kenneth E. Hagin
Alimento da Fé - Devocionais

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

A fé no coração

O qual, em esperança, creu contra a esperança que seria feito pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência. ROMANOS 4.18

Leia em Romanos quatro a descrição que Paulo faz da fé de Abraão. No versículo 18, lê-se que Abraão creu. Como? Conforme o que lhe fora dito.
Abraão não creu com base no que via, nem no que sentia. Sua fé não estava fundamentada no que os seus sentidos lhe permitiam perceber, tampouco no que a sua mente lhe dizia. Abraão cria no que lhe fora dito por Deus!
A familiaridade com esse texto bíblico me deu a vitória em muitos momentos difíceis. Sempre que as circunstâncias contrárias me diziam: "Não, você não tem", simplesmente permanecia firme. Quando meus sentimentos me diziam: "Você não tem jeito", permanecia firme. Quando meus olhos me diziam: "Você não tem jeito", permanecia firme. Sempre falava em meu coração: "Creio segundo o que me foi dito".
E "o que me foi dito" é a Palavra de Deus!

Confissão: "Creio segundo o que me foi dito. Creio segundo o que está escrito. Não me guio por aquilo que vejo ou sinto, mas pela fé!"