quarta-feira, 24 de maio de 2017

Verdadeiramente tomou as nossas enfermidades



Era desprezado e o mais indigno entre os homens, homem de dores, experimentado nos trabalhos e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nos­sas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados. ISAÍAS 53.3-5

Quero declarar, com toda a ousadia, que não é da vontade de Deus, meu Pai, que soframos com câncer e outras enfermidades terríveis que provocam dor e angústia. A vontade de Deus é que sejamos curados!
Como sei disso? Porque a cura é providenciada para nós, segundo a Nova Aliança.
O capítulo 53 de Isaías nos fornece um quadro vivido do Messias vindouro. Esse capítulo trata do problema da enfermi­dade que confronta a Igreja hoje, além do problema do pecado.
Deus, além de lidar com o espírito e a alma do homem, lidou com o seu corpo. Deus colocou sobre Jesus as nossas iniquidades e os nossos pecados, e Jesus os levou sobre Si. Deus colocou sobre Jesus as nossas enfermidades, e Jesus as levou sobre Si. Para quê? Para que fôssemos livres!

Confissão: "Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus,levou sobre Si os meus pecados e as minhas iniqüidades. Logo, eu não preciso levá-los sobre mim, Ele ainda levou sobre Si minhas doenças e dores. Logo, não estou obrigado a carregá-las. Por causa de Jesus, estou livre. Pelas Suas pisaduras, fui sarado!"