quinta-feira, 25 de maio de 2017

Ele tomou sobre Si... e levou



Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e levou as nossas doenças. MATEUS 8.17

Em nosso texto de hoje, Mateus está citando Isaías 53.
Quando compreendi o que esse versículo realmente signi­fica, regozijei-me nele. Isso porque, quando o li, soube enfatizar a palavra nossas. Jesus tomou as nossas enfermidades e carregou-as. Eu estou incluído na palavra nossas! Ele tomou as minhas enfermidades e carregou-as!
Ao dar-me conta dessa verdade, senti-me como uma certa mulher idosa se sentiu. Repentinamente, ela desapareceu em Londres durante a Segunda Guerra Mundial. Suas vizinhas não a viram nos abrigos contra bombas durante uma incursão da aviação inimiga, de modo que tomaram por certo que ela tinha sido morta ou fugira da cidade. Quando algumas delas a viram na rua, alguns dias depois, perguntaram-lhe onde estivera. Ela respondeu que não tinha ido a lugar algum.
"O que você fez durante os bombardeios?"
"Simplesmente, permaneci na cama e dormi".
"Você não ficou com medo?"
"Não. Depois de ter lido na Bíblia que Deus não dormia nem dorme, resolvi que não haveria necessidade de nós dois permanecermos acordados!"
Posto que o próprio Cristo tomou as nossas enfermidades e carregou-as, não há necessidade de nós as carregarmos. Jesus as carregou para que ficássemos livres delas!


Confissão: "Porque Cristo tomou as minhas enfermidades e carregou-as, eu não preciso suportá-las. Aceito aquilo que Jesus providenciou!"