quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Uma exposição do amor



O amor agüenta muito e é paciente e bondoso; o amor nunca é invejoso nem transborda em ciúmes ferventes [...] 1 CORÍNTIOS 13.4 (AB)

O que se diz a respeito do amor divino?
Quais são as suas características?
Elas são citadas na Primeira Carta de Paulo aos Coríntios, capítulo 13. Em outras versões da Bíblia, a palavra grega agape, a qual significa amor divino, é traduzida por caridade, palavra esta que já não tem o mesmo sentido. Minha tradução predileta dessa exposição do amor pode ser encontrada na The amplified Bible [a versão em português que se aproxima é a revista e atuali­zada]. Todo cristão deve ler uma boa tradução de 1 Coríntios 13 aos poucos até mesmo todos os dias e pô-la em prática!
Examinemo-la a partir do versículo quatro:
O amor suporta tudo, pois é paciente e bondoso. Muitas pessoas toleram por muito tempo uma situação ou pessoa sem ser muito bondosa ao fazê-lo! Há aqueles que agüentam as coisas, porque não tem outro jeito. Uma esposa pode suportar o marido sem ser bondosa (e vice-versa).
O amor não é invejoso nem transborda em ciúmes ferventes. O amor humano é o tipo de amor que trans­borda em ciúmes ferventes. O amor divino não transborda em ciúmes ferventes.

Confissão: "Sou uma pessoa que tem o amor de Deus no coração; logo, suporto muitas situações, pois sou paciente e bondoso. Não sou invejoso nem transbordo em ciúmes ferventes".