terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Atmosfera de amor



Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor. Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado. 1 JOÃO 4.7,8,12

Os casais devem deixar-se dominar pelo amor de Deus - e não apenas pelo amor humano natural -, porque o amor natural é superficial.
Os cristãos têm vantagem sobre outras pessoas, pois não somente podem amar o cônjuge com amor natural, mas tam­bém lhe acrescentar o amor divino - aquele que nunca busca as próprias vantagens, mas o bem-estar do próximo.
Durante quase 50 anos de vida conjugai, minha esposa e eu temos sempre andado nesse amor. Não penso em mim mesmo e naquilo que eu desejo; penso no que Oretha deseja. Não quero ser egoísta; sempre procuro colocá-la em pri­meiro lugar, e Oretha age dessa mesma forma. Procuramos exceder em amor um ao outro. E uma coisa abençoada! Louvado seja Deus! Nosso lar é como o céu na Terra.
Uma pessoa aflita que nos visitou certa ocasião disse: "Quando visito a sua casa, é como estar no céu. Pode-se sentir uma Presença já no momento de entrar na casa".
Devemos criar uma atmosfera em nosso lar.

Confissão: "Agirei com amor divino para com aqueles que amo. Deixarei o amor altruísta de Deus transbordar de mim para eles, criando uma atmosfera de amor!"