sábado, 10 de junho de 2017

Fome espiritual


E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede. JOÃO 6.35

Antes de Adão pecar, ele andava com Deus e falava com Ele; tinha comunhão com Deus.Quando, porém, ele caiu em pecado, seu espírito foi separado de Deus.
A partir daquele dia, um vazio se instaurou no coração do homem: o da necessidade de voltar a ter comunhão com Deus.
A humanidade, então, é impelida a procurar algo que preencha esse vazio, que, na verdade, não passa de fome espiritual. Os ho­mens, em vão, tentam saciar essa fome de diversas maneiras, dentre elas confiando em posses materiais e em falsas religiões. Fazem isso em vão, porque esse anseio por alimento espiritual só pode ser satis­feito por Deus.
Quando o indivíduo se encontra com Deus, por meio do reco­nhecimento do sacrifício vicário de Jesus, na cruz do Calvário, essa busca chega ao fim. O homem se torna, assim, uma nova criatura; e, mediante o seu novo nascimento, recebe o direito de ser chamado filho de Deus, tendo o seu relacionamento com o Altíssimo restaurado! A fome do seu coração foi saciada!

Confissão: "Fui a Jesus, logo jamais terei fome. Creio em Jesus,portanto, nunca terei sede. Meu relacionamento com Deus foi restaurado; Ele é meu Pai. Tenho comunhão com Ele. O meu coração está satisfeito!"