quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Dando primazia à Palavra

Também os teus testemunhos são o meu prazer e os meus conselheiros. SALMO 119.24

Quando vêm as crises; quando surgem as provações, um grande número de cristãos pergunta: "O que faremos agora?"
As crises da vida sobrevêm a todos nós. Se, porém, você se orientar pela Palavra, a primeira coisa que pensará será: "O que a Palavra diz a respeito disso?"

Pastoreei durante anos e descobri que as igrejas têm quase os mesmos problemas que as famílias. Têm problemas na disciplina, problemas financeiros e outros.

Nunca comentei as dificuldades da igreja relativas aos membros, porque quanto mais se fala sobre os problemas, tanto maiores eles parecem tornar-se. Às vezes, a mesa diaconal debatia as dificuldades da igreja, e, sem dúvida alguma, quanto mais as discutia, tanto maiores pareciam ser. Então, um diácono olhava para mim e dizia: "Oh, irmão, o que poderemos fazer?"

Eu sorria e respondia: "Simplesmente vamos agir de acordo com os princípios bíblicos, porque são verdadeiros!"

Fazer essa pequena declaração levava aqueles diáconos a suspirar de alívio. Eles diziam: "São verdadeiros mesmo, não é?" Eu asseverava: "Certamente*.

É maravilhoso como tudo era resolvido, quando agíamos à altura do que a Bíblia apregoava, quando acreditávamos que era a pura verdade!


Confissão: "Senhor, os Teus testemunhos são os meus conselheiros. Eu os coloco em primeiro lugar. Coloco a Palavra de Deus em primeiro lugar. Ajo confiando na verdade que Ela revela".