segunda-feira, 24 de julho de 2017

Número dois: a voz interior

Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo). ROMANOS 9.1

O modo número um de o Espírito Santo nos guiar é por meio do testemunho interior. O modo número dois é através da voz interior.

O homem interior tem uma voz, assim como o homem exterior tem a sua. 

Denominamos consciência a voz do homem interior. Às vezes, essa voz também é denominada intuição, orientação interior, testemunho interior, ou "a voz mansa e quieta". 

Essa voz não é a voz do Espírito de Deus nos falando, porque, quando o Espírito Santo fala, a Sua voz é revestida de autoridade. A voz mansa e quieta é a voz do nosso próprio espírito. Mesmo assim, o nosso espírito capta a mensagem do Espírito Santo que em nós habita.

Por exemplo, na meditação de 19 de julho, contei como uma "campainha" pareceu soar dentro de mim, quando entrei naquele prédio à venda em Tulsa. Eu sabia no meu íntimo: a resposta está aqui! Mas eu não queria prestar atenção. Mais tarde, quando minha esposa perguntou, depois, sobre minha decisão, respondi: "Não. Vamos ficar onde estamos". Porém, ao ir para a cama naquela noite, não consegui adormecer. Minha consciência doía. Meu espírito sabia que eu não lhe prestara atenção.

Então, orei: "Senhor, eu, na carne, não quero mudar para Tulsa. Mas se é isso que Tu queres, não agirei contra a Tua vontade". De repente, dentro de mim, aquela voz mansa e quieta disse: "Vou lhe dar aquele prédio. Fique observando o que vou fazer". E Deus fez exatamente isso!


Confissão: "Escuto a voz do meu espírito. Eu lhe obedeço!"