segunda-feira, 17 de julho de 2017

Acendendo a minha lâmpada

Porque tu acenderás a minha candeia; o Senhor, meu Deus, alumiará as minhas trevas. SALMO 18.28

Às vezes, ainda que o testemunho interior se manifeste, as pessoas não o reconhecem.
Eu, por exemplo, orava em línguas estranhas a respeito dos cultos de domingo de manhã, na igreja que eu pastoreava, e uma solicitude espiritual pela igreja que eu tinha pastoreado antes, surgia dentro de mim.
(Lembre-se: quando oramos em outras línguas, nosso espí­rito ora, e o espírito do homem é a lâmpada do Senhor).
Aquilo ocorreu repetidamente. Depois de uns 30 dias, orei: "Senhor, estás dizendo-me que devo voltar para lá? Se for assim, fala com minha esposa a respeito também".
Certa manhã, falei à Oretha: "Querida, se o Senhor lhe falar algo, deixe-me saber". Esperei, em seguida, mais um mês antes de perguntá-la: "O Senhor tem falado algo com você?"
Ela me respondeu: "Se Ele tem falado, não estou sabendo".
Defini a questão mais especificamente: "O Senhor lhe falou a respeito de voltarmos para ..."
Então, ela disse: "Oh, pensei que era só minha imaginação".
Analisemos aquela declaração. Quando ela disse eu, não seria certo referir-se à carne, e sim ao eu verdadeiro, à pessoa interior, que é a lâmpada do Senhor. Não era simplesmente ela. Tratava-se do Senhor acendendo a lâmpada!


Confissão: "O Senhor meu Deus acende a minha lâmpada. Ele me ilumina".